sábado, 9 de março de 2013

Tenho um grave problema ao fim de semana

e chama-se falta de empregada doméstica. Não é que conseguisse conviver com o facto de ter uma, seria muito complicado saber que tinha alguém que não eu a limpar o que eu sujo e a mexer-me nas gavetas e armários. Mente de pobre, bem sei. Ainda assim, é esse o meu problema e já está bom de ver que não tem solução. Se por um lado daria com a senhora que me limpasse a casa em doida, por outro tenho a mania do asseio. O fim de semana é constituído por dois dias de descanso, quando calha bem. São dois dias em que aproveito para namorar, anhar, visitar a família de vez em quando, pôr conversas em dia, cozinhar, limpar e arrumar, qual fada do lar. E aqui é que reside o busílis do meu fim de semana. Se é para arrumar, que seja ao sábado, já que domingo é deprimente que chegue por si só. O problema é que ao sábado, principalmente quando está sol como hoje, só me apetece estar longe de vassouras e panos do pó. Problema maior ainda é o facto de nunca me ter habituado a conviver com a badalhoquice, isso reduzia a minha angustia para uma frequência mensal, por exemplo. Maneiras que ando para começar a pôr ordem nesta casa desde as 10h00 da manhã e até agora só sujei mais loiça a tomar o pequeno almoço, mais uma toalha a tomar banho e deixei mais umas roupas para lavar. Agora estou a pensar ir à rua, arejar um bocadinho. Estou preocupada com a minha saúde, acho que não apanho sol suficiente e começo a sentir os ossos frágeis e a pele baça. A saúde antes dos afazeres domésticos, sempre! Até porque preciso de saúde para limpar. Temo que na minha lápide fique inscrito: "Arisca, minha grande porca, agora já não sujas mais nada."

5 comentários:

Snail disse...

Ai como te entendo. Vai à rua mulher. Eu vou! Limpamos as casas amanhã e fazemos um movimento 'bloguistico' a assinalar a efeméride.

A Chata disse...

Epá, eu percebo isso. A questão é que quanto mais depressa despachares o cotão de casa mais depressa podes ir fazer fotossíntese sem pesos na consciência...

Arisca disse...

Snail, só dás maus conselhos. Fui passear e a esta linda hora ainda não acabaei de arrumar.

Chata, a consciência está-me a pesar toneladas :|

Vera, a Loira disse...

Pelo menos chegaste a arrumar ou não?

Arisca disse...

Vera, ficou um brinquinho. Estava com uma pica tão grande que até limpei as janelas antes de cair uma carga de água. Muito produtivo, portanto. :)

Web Analytics