sexta-feira, 26 de abril de 2013

A calmaria antes da tempestade

Tenho cá a minha irmã, as minhas sobrinhas e o meu cunhado desde ontem. Andam agora a laurear a pevide já que eu tive de ir trabalhar. Eu estou a aproveitar para escrever este post e estar um bocado sentada, não tarda acaba-se o sossego e começa a alegria. Isso e os pontapés nos rins (gentilmente cedidos pela minha mais velha durante o sono). Está a ser linda a estadia de 5 pessoas, 3 adultos (májomenos) e duas crianças (uma de 9 e outra de quase três anos) na minha humilde habitação de dois metros quadrados inteiros (bem medidos, hã!). A bem ver, nem me posso queixar muito, tirando a hora de deitar, gosto milhões das minhas reguilas, a essa hora tenho uma certa tendência a apertar-lhes o pescoço mentalmente para descontrair e o sangue não me raiar os olhos. A mais velha faz nove anos hoje e eu estou é com um pé para a cova, é o que vos digo, que ainda ontem ela era daquele tamanho que os bebés têm quando nascem, estão a ver? Pois... cabia direitinha no meu colo, agora espanca-me durante a noite. E não tarda aparece-me aqui com as nádegas à mostra porque é a moda. É assim a vida, sempre a passos largos para a morte.

5 comentários:

princesadepantufas disse...

Nádegas à mostra não! Tu mete a gaiata em calças de ganga que é sempre chique, tá sempre na moda e não faz figuras tristes!

Arisca disse...

princesadepantufas, eu vejo com cada catraia que até me assusto. Se as minhas ficam assim, espanco a minha irmã por não as educar como deve de ser!

Cynthia disse...

Espero que as tuas sobrinhas não se tornem nisso :P ver uma criança a crescer faz-nos sentir muito mais a passagem do tempo!

Arisca disse...

Cynthia, 9 anos passaram mesmo a correr! :)

Dani disse...

Parabéns à sobrinha! Aproveita as dores e as nodoas negras para pedir uns mimos extra ao Caetano.

Web Analytics