segunda-feira, 15 de abril de 2013

Os amigos do namorado

Sabe deus que não é de ânimo leve que encaro isto de conhecer os amigos do namorado. Por vários motivos. Ou porque me vão (ou não) dar o selo de aprovação, ou porque se não gostar deles é uma bela merda, ou porque se gostar e a coisa correr mal tenho pena, ou porque não sou a pessoa mais sociável do mundo e não costumo deixar as melhores primeiras impressões. Mas chega aquela altura num relacionamento em que o casal começa a querer sair do conforto do abraço um do outro para conviver, deixa de ser suficiente passar as horas todas colados e passa a ser necessário esticar as pernas. E não, o que sentem não mudou, as coisas é que são mesmo assim. As saudáveis, pelo menos. O meu namorado tem uma melhor amiga, vamos concentrar-nos nela, o que dificulta muito as coisas já que eu encontro mais facilmente pontos de afinidade com homens do que com mulheres. Não faço mesmo amizades com mulheres com facilidade, já estão a ver o drama. Por isso é muito boa a sensação de achar a gaja uma bacana. É muito bom jantar, sair e apanhar ar com os amigos dele e sentir que podem ser meus. Que são gente como a minha gente.

9 comentários:

A Chata disse...

É um facto. É muito bom ser bem recebido no círculo de amigos do parceiro :) Tenho a certeza que vão gostar de ti desde que trates bem do teu Caetano ;)

Maria do Mar disse...

Fico muito feliz por ti Arisca. É bom presságio :)

Arisca disse...

Chata, acho que gostaram. Sou uma porreira :D

Maria, é! :D

PM disse...

Há aqui uma cena que me provoca certa curiosidade: pelo que percebo vocês já estão juntos há uns tempos, só agora é que decidiram conviver com os amigos um do outro?!

Não é crítica é mesmo curiosidade.

Arisca disse...

PM, é natural a curiosidade. Sim, estamos juntos há algum tempo e só decidimos começar agora a conviver com os amigos um do outro. Somos da opinião que cada coisa deve ser feita a seu tempo, sem grande pressa, sem grandes sofreguidões. Precisávamos saber primeiro se funcinaríamos bem juntos para depois então envolver outras pessoas. Não queríamos precipitar nada e foi tudo fluindo. :)

PM disse...

Ok, eu percebo e faz sentido.
Eu achei algo estranho porque de facto parece-me ter passado algum tempo e às vezes o que vejo acontecer é pessoas a "morrerem para o mundo" quando começam a namorar e um dia reaparecem.

Mas cada um ao seu ritmo :P

Arisca disse...

PM, não morremos para o mundo mas não temos pressa nem nada a provar, como se vê por aí :)

Dani disse...

Só podiam gostar de ti, se eu que nunca te vi, nem mais gorda nem mais magra, gosto.

Arisca disse...

Dani, também gosto de ti pah! :D

Web Analytics