segunda-feira, 17 de junho de 2013

Apesar dos dias em Barcelona e da sorte toda que tenho,

apesar da vida nem me correr nada mal, apesar de todos os motivos para ser feliz, apesar de tudo o que faço para não me dar a tristezas, mesmo as justificadas e válidas, a verdade é que, dias há, em que me canso de me forçar a estar bem. Hoje, por exemplo, não me apetece fingir alegria porque não a sinto. Hoje não estou bem e não me apetece parecer outra coisa. Hoje sinto-me triste e apetece-me sentir o que tenho para sentir. Não me apetece adiar mais a tristeza das más notícias, não me apetece fazer de conta que as coisas não me doem, não me apetece senão sentir já, sem adiar mais. Não sou de ferro e nem o que a gravidade já fez ao meu rabo me capacita disso.

9 comentários:

Linda Porca disse...

xi-♥ apertado, há dias assim, são dias de alma vaga (copiei de uma canção, não inventei), days of thunder (de um filme). Depois passa, que remédio :-)

Arisca disse...

Linda, disso nao tenho dúvidas :)

м♥ disse...

há sempre dias assim, estranho seria se não os vivesses :) às vezes temos que nos dar o direito de nos sentirmos miseráveis (mesmo que sem motivos, muitas vezes) e logo passa!

Cailin disse...

o que nos vale é que há sempre um amanhã, espero que já seja melhor que hoje ;)

Arisca disse...

M, neste caso tenho motivos mas incomoda-me não estar bem, não conseguir dar mais importância ao que corre bem. Mas enfim, é como dizes, às vezes faz parte :)

Cailin, amanhã não digo, mas com o tempo acredito que sim :)

Maria do Mar disse...

Ontem foi igualmente um dia triste para mim, com más notícias que eu pedia que não chegassem. Mas é preciso otimismo, e ter a certeza que ao virar da esquina o sol há-de sorrir.

Que corra tudo pelo melhor para ti ♥

Arisca disse...

Oh Maria, fico triste por saber que estás no mesmo barco. Espero, mesmo, que tudo se resolva!

Dani disse...

Agora fiquei aqui de coração apertado. Um abraço enorme para ti

Arisca disse...

Dani, obrigada! Isto lá se vai endireitando.

Web Analytics